Tribos, o jogo online gratuito
Quinta-feira, 3 de Novembro de 2005
Degradação planetária
Amazónia em alerta!
27/10/2005

Conhecida normalmente pela humidade e vastidão de sua floresta, a Amazónia enfrentou a pior estiagem das últimas décadas. Além de afectar os rios e matar milhões de peixes, a seca deixou comunidades inteiras isoladas e privadas de condições básicas de sobrevivência. Entre as possíveis causas estão pontos de aquecimento no Oceano Atlântico e o efeito estufa acelerado pelo desmatamento, que cresceu de forma assustadora nos últimos anos.


Para quem vive na Amazónia, água é, literalmente, tudo. Os rios são as principais vias de transporte, bem como fontes de trabalho, alimento e saúde. Ou seja, sem água, não há vida. A região concentra 20% da água potável do planeta, mas, ironicamente, falta de água é justamente o que vinham enfrentando os habitantes dessa localidade, onde quase não chovia desde Fevereiro. O lado oeste registrou o menor índice pluviométrico dos últimos 60 anos, enquanto a parte leste vive a pior fase desde 1925. O Rio Negro, um dos principais da região, chegou a atingir seu nível mais baixo desde 1902, ano em que foram iniciadas as medições de vazão.
Mais de 200 mil pessoas ainda estão isoladas em suas comunidades (sendo que em muitas áreas foi declarado oficialmente estado de calamidade pública), sem comida ou remédios. Os pescadores estão sem trabalho, e 600 escolas já deixaram de funcionar. Os rios transformaram-se em enormes vãos, onde apodrecem milhões de peixes mortos e acumulam-se dejectos humanos — cenário propício para o aparecimento de epidemias de diarreia e malária. O Ministério da Integração Nacional accionou o Exército, a Marinha e a Força Aérea Brasileira para ajudar no envio de cestas básicas, medicamentos e hipoclorito de sódio à região, numa manobra que custou, até agora, R$ 36 milhões.
Recuperação e susto
O Serviço Geológico do Brasil anunciou nesta semana que o nível do Rio Negro finalmente parou de baixar graças à ocorrência de chuvas nas cabeceiras de alguns rios. O Rio Solimões teve um aumento de 2,5 metros em seu nível, o que sinaliza a possibilidade da reabertura do porto de Tabatinga, que estava fechado desde 16 de Setembro. Se as chuvas continuarem, a previsão é de que os rios e lagos retornem ao nível normal até o fim de Novembro. Mas, quando o susto parecia ter passado, a população foi surpreendida com outro fenómeno: durante uma chuva na praia de Ponta Negra, em Manaus, o vento produziu um redemoinho que elevou as águas do Rio Negro até as nuvens. A imagem lembrava um cone, também conhecido como “tromba d’água”.
“Bem-vindo ao futuro”
Qual seria a causa desse desastre humano sem precedentes no Brasil? E mais: o homem é responsável ou não? Algumas linhas de estudo afirmam que fenómenos como a seca na Amazónia têm a ver com o aquecimento natural de pontos do Oceano Atlântico (a mesma causa dos furacões na América do Norte). Enquanto o Estado é, mais uma vez, acusado de demora e ineficiência na resolução de um problema nacional, especialistas e ONGs apressam-se em discutir e relembrar questões como o aquecimento global, as queimadas e o desmatamento indiscriminado da Floresta Amazónica. O Greenpeace avisa: “Bem-vindo ao futuro”. Esse é o nome da actual campanha da ONG, que critica o descaso dos países e de grandes corporações em relação à liberação de gases nocivos na atmosfera e aponta o aumento do efeito estufa como grande responsável pela seca na Amazónia.


marquesarede às 22:19
|

Tribos, o jogo online gratuito
pesquisar
 
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


ultimos achados

TEMAS GMAIL

ALOJAMENTO GRATUITO

FUTURO|HOJE

DUPLICIDADE

ARREFECIMENTOS

RECARREGAR

DESBLOQUEAR

EXTERMINAR

APETECE COMPRAR

PROTESTO BEIJING 2008

CONCEITOS

REQUINTES

GREENPEACE vs DOVE

LUXÚRIAS

ADMIRÁVEL

CONVERSORES

UTILIDADES

MULTIPLICIDADE

SEM COMPLICAÇÕES

PRINTAR 2

rebuscar
links
BlogBlogs.Com.Br
Pegue o seu no Templates by Maximus
Click for Lisbon, Portugal Forecast
JUKEBOX
subscrever feeds