Tribos, o jogo online gratuito
Terça-feira, 6 de Março de 2007
está à porta a Primavera! ideias e contributos...

 

 

 
Quando um papagaio de papel voa com estabilidade, adopta a forma de V face à pressão do vento. A escolha do material para a armação é importante para se obterem boas condições de voo. No caso dos papagaios planadores, como os papagaios tradicionais, é mais indicado utilizarem-se ripas de madeira. Um material especialmente resistente é o bambu. As canas de bambu a utilizar devem ter pelo menos dois centímetros de espessura. Começa-se com a divisão longitudinal da cana em quatro, com uma faca, exercendo uma ligeira pressão nos pontos dos nós. A seguir divide-se ainda em duas cada uma das quatro varas de bambu assim obtidas. Os papagaios tradicionais podem construir-se combinando a madeira com o bambu. Para a fasquia transversal utiliza-se bambu, para a longitudinal, madeira.
O papel de seda, tradicionalmente usado, é um material leve, barato e muito apropriado para a construção de papagaios de papel. Pode colar-se com cola branca, mas apresenta um grande inconveniente – rompe-se facilmente. Pode-se utilizar também plástico de diferentes espessuras, que é um material mais forte; no entanto devem-se reforçar os cantos e os bordos com fita-cola transparente.


O método mais simples para unir as varas de armação é atá-las com fio em cruz. As ligações em T podem fazer-se utilizando um tubo e plástico flexível. O fio para o papagaio é outro acessório importante. Deve ter-se sobretudo atenção à sua resistência, sendo o mais apropriado o fio de nylon, embora também se possa utilizar fio norte. O fio de condução do papagaio liga-se ao fio de equilíbrio por meio de um mosquetão e nunca se devem atar os dois directamente.


Depois de construída a armação, passa-se à confecção do corpo do papagaio. Um papagaio colorido é sempre espectacular. Primeiro é preciso desenhar o modelo sobre o papel. No caso dos papagaios de papel de seda podem colar-se pedaços de várias cores, sobrepondo-os aproximadamente 1,5 cm. Uma vez o corpo pronto cobre-se a armação. Uma segunda possibilidade é utilizar plástico para o corpo do papagaio. Neste caso, pode-se aplicar, sobre o plástico estendido em cima da armação, pedaços de papel de várias cores, que devem sobrepor-se também 1,5 cm, cortando-se os bordos que sobressaem do plástico com uma tesoura. O plástico pode também ser decorado com marcadores de cor à prova de água.
Papagaio tradicional


Este papagaio, que goza de grande popularidade, é originário da Malásia. Deve a sua expansão às suas excelentes condições de voo, com vento fraco ou forte, e à simplicidade da sua estrutura e construção, mesmo para uma criança. Voa com ou sem cauda e permite a realização de muitos jogos, sobretudo o combate de papagaios.


Não é conveniente começar a preparar a armação antes de se ter reunido todo o material necessário. Este papagaio está preparado para vento fraco ou moderado.


Material:

- 2 ripas de pinho, arredondadas, com 1 m de comprimento, de 4´13 mm (ou ripas rectangulares de 5´10 mm)

- 2 folhas de papel de seda ou plástico
cola branca

- fio norte ou de nylon, de 1mm de diâmetro

- 1 argola de 12 mm de diâmetro
Instruções:

Começar por cortar duas varas de armação, cada uma com 1 m de comprimento. Em seguida arredondam-se as pontas com uma lima. Marcar então o ponto de cruzamento e os dois pontos de fixação do fio de equilíbrio do papagaio. Determinar o ponto médio da vara transversal e remarcar a vara longitudinal a 12 cm de uma das pontas (ponto de cruzamento).


Os dois pontos de fixação do fio de equilíbrio do papagaio são marcados na vara longitudinal, a 6 cm da cabeça e 16 cm da cauda. Cruzar as duas varas, longitudinal e transversal, no ponto de cruzamento e atá-las em cruz, com o fio bem esticado. Reforçar o nó com cola.
A seguir, com uma faca ou uma serra, fazem-se incisões de 2 mm de profundidade nas quatro pontas das varas. Estica-se a armação com um fio, que deve ter 4 m de comprimento. Prende-se o meio do fio à cabeça do papagaio e, partindo daí, leva-se o fio para a direita e para a esquerda da armação, encontrando-se as duas pontas na cauda do papagaio.


Atenção: quando se esticar o fio, a armação deve estar sempre em ângulo recto, o que pode ser sempre verificado com o esquadro.
Na cauda do papagaio prende-se, além disso, uma argola. De seguida estende-se no chão uma folha de papel de seda (ou plástico) suficientemente grande, sobre a qual se coloca a armação; convém colocar um peso sobre esta, para que não “fuja”.


Recorta-se então em redor da armação, deixando uma dobra de 2 cm para se revirar e colar. Aplica-se cola branca sobre a dobra, ou cola de papel sem dissolvente e a seguir revira-se a dobra sobre o fio da armação e exerce-se pressão, para que fique bem colada.


Pode então decorar-se o papagaio com uma cara divertida. Convém aplicar formas escuras sobre um fundo claro, para que ressaltem mais à distância.
Reforçar posteriormente os cantos da armação e os pontos de fixação do fio de equilíbrio do papagaio com pedaços de papel de seda de 5´5 cm. Para isso, fura-se o corpo do papagaio nesses pontos com uma tesoura. Equilibra-se o papagaio com um fio que deve medir cerca de 180 cm. Dá-se um nó neste fio a 84 cm de uma das pontas. Introduzem-se então as duas pontas do fio de equilíbrio nos buracos feitos com a tesoura e atam-se às varas da armação. É bastante prático atar o fio de equilíbrio com uma argola. Neste caso, prende-se uma pequena argola de 12 mm de diâmetro ao fim, em vez de dar simplesmente um nó. Para que o papagaio voe de maneira estável, tem de ser dobrado em V, o que se consegue esticando a vara transversal com um fio de 1 mm de espessura e atando uma ponta deste fio a uma das pontas da vara transversal. Na outra ponta da mesma vara faz-se uma incisão com uma faca ou uma serra. A flexão máxima da vara transversal deve ser de cerca de 13 cm. Se forem dados três nós, poderá fazer-se variar a flexão da vara transversal. Os nós prendem o esticador na incisão.

O papagaio estará agora pronto a voar. Se o vento for forte, poderá aplicar-se-lhe uma cauda. Para isso, arranjar um fio com cerca de 3 m de comprimento e atar-lhe alguns laços, a intervalos regulares. A cauda prende-se ao corpo do papagaio com um mosquetão.

E já agora vá treinando para o próximo festival,
dos papagaios.



marquesarede às 17:06
|

Tribos, o jogo online gratuito
pesquisar
 
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


ultimos achados

TEMAS GMAIL

ALOJAMENTO GRATUITO

FUTURO|HOJE

DUPLICIDADE

ARREFECIMENTOS

RECARREGAR

DESBLOQUEAR

EXTERMINAR

APETECE COMPRAR

PROTESTO BEIJING 2008

CONCEITOS

REQUINTES

GREENPEACE vs DOVE

LUXÚRIAS

ADMIRÁVEL

CONVERSORES

UTILIDADES

MULTIPLICIDADE

SEM COMPLICAÇÕES

PRINTAR 2

rebuscar
links
BlogBlogs.Com.Br
Pegue o seu no Templates by Maximus
Click for Lisbon, Portugal Forecast
JUKEBOX
subscrever feeds